Precificação de Serviços: como fazer de maneira correta?

Atualizado: 16 de dez. de 2021

Você tem dificuldades em fazer a correta precificação de serviços oferecidos na sua clínica ou consultório? Saiba que essa é uma das etapas mais importantes para garantir que você tenha lucratividade e conquiste novos pacientes.


moedas e calculadora em destaque e duas pessoas em segundo plano fazendo o cálculo de precificação
Veja como fazer a precificação de serviços de forma correta.

Quando o assunto é empreender, seja na odontologia ou estética, é comum que os profissionais se deparem com uma difícil questão: como fazer a precificação de serviços de maneira correta?


Esse é um processo essencial para manter o capital de giro sempre positivo, conseguir cobrir os custos de operação do negócio , e de quebra, garantir uma boa lucratividade.


Entretanto, definir preços para um serviço, nem sempre costuma ser fácil. Muitas vezes, os profissionais optam por usar a velha fórmula que considera apenas os custos, sem observar outras variáveis como condições de mercado, experiência do profissional e valor agregado, por exemplo.


Para ajudar a identificar se você está fazendo a precificação de serviços corretamente e corrigir erros existentes. Preparamos algumas dicas que podem ser adotadas em qualquer clínica ou consultório! Confira!


Leia também: Inadimplência em Clínicas Odontológicas: 9 dicas infalíveis para eliminar este mal



O que é o preço de venda dos seus serviços?


O maior desafio na precificação de serviços está em encontrar um valor que gere o equilíbrio entre os custos da operação, o valor praticado pela concorrência e uma margem de lucro justa.


Por um lado, você não poderá cobrar tão barato a ponto de tornar sua lucratividade insuficiente para cobrir seus custos. Entretanto, não é recomendável aumentar demais os preços, já que possivelmente a concorrência cobrará menos.


Então, como acertar na precificação de serviços?


Primeiramente, você precisa entender que o preço de venda é algo que deve ser minuciosamente calculado. Isso porque, além dos custos, há outros fatores a se considerar, como condições de mercado, investimentos, sua autoridade na área, entre outros.


Em resumo, o preço de venda dos seus serviços é influenciado tanto por fatores internos (custos fixos e variáveis, investimentos em marketing, etc.) quanto externos (valores praticados pela concorrência, sazonalidades, etc.).


Sendo assim, colocar todos eles na ponta do lápis é o que fará a diferença na precificação dos seus serviços.


Diferença entre preço e valor


Outro ponto importante para que você chegue a um preço de venda ideal para seus serviços, é entender a diferença entre preço e valor.


Começaremos diferenciando o valor dos seus serviços e o preço que eles devem ter no mercado. Enquanto o preço tem ligação direta com os fatores que citamos mais acima, o valor agregado está relacionado a maneira como as pessoas enxergam os seus serviços.


Isso só é possível de se descobrir por meio de pesquisas e conversas com o seu público. Agora, se o valor é algo percebido diretamente pelo seu público, como ele tem relação com a precificação?


Pense, se você cobrar um preço muito baixo, provavelmente realizará mais vendas, mas atingirá um público diferente daquele que alcançaria ao cobrar preços mais altos. Já preços mais altos indicam uma valorização maior dos seus serviços.


Entendeu por que devemos considerar o valor agregado dos seus serviços ao fazer a precificação dele