...

Biomedicina Estética: quais as possibilidades para quem deseja empreender no ramo

João Victor Paiva
Junho 21, 2024
6 min para ler
Especialidades, Inovação
Compartilhe

Inscreva-se na Newsletter Clinicorp

Receba em primeira mão nossos posts diretamente em seu e-mail

Atualizado: 23 de ago. de 2023

O campo da biomedicina estética encontra-se em grande ascensão no mercado, com um alto número de pacientes disponíveis e o crescente surgimento de novos e modernos procedimentos, as chances de sucesso são enormes.

biomédica mulher utilizando microscópio
Biomedicina Estética: quais as possibilidades para quem deseja empreender

A biomedicina estética possui um leque de possibilidades para os profissionais que desejam empreender, pois vem apresentando excelentes resultados e um número crescente de pacientes interessados nos procedimentos realizados por esse tipo de profissional.

E você, já conhece as oportunidades de crescimento dessa área de atuação? Podemos adiantar que as opções para empreender e obter alta lucratividade são inúmeras, além de oferecer diversos benefícios.

Se você deseja conhecer melhor a biomedicina estética e as diversas possibilidades de sucesso para quem empreende neste segmento, não deixe de ler este artigo. Preparamos um conteúdo completo e cheio de dicas para você.

Neste artigo você vai encontrar:

Boa leitura!

Leia também: Precificação de Serviços: como fazer de maneira correta?

O que é biomedicina estética?

A biomedicina é uma área de estudos muito ampla, com pesquisas voltadas à área da saúde, seja humana, animal ou vegetal. Nesse sentido, após formado, o biomédico pode optar pela especialização na área de biomedicina estética.

Essa especialização confere aos profissionais, o conhecimento e habilidades necessárias para realizar procedimentos estéticos como carboxiterapia, laser fracionado, laserterapia, ultrassom focalizado, entre outros.

Segundo a Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética (SBBME), essa área de atuação teve início após a Dra. Ana Carolina Puga, considerada a mãe da Biomedicina Estética, analisar os setores de estética e biomedicina e encontrar uma brecha onde os biomédicos poderiam estar inseridos.

Essa busca teve início no ano de 2006, após diversas pesquisas, palestras, projetos e o apoio de pessoas da comunidade acadêmica biomédica, sendo a prática da Biomedicina Estética aprovada no dia 10 de outubro de 2010, em plenária perante os membros do Conselho Federal de Biomedicina (CFBM).

Desde então, ficou estabelecida a 36ª habilitação para biomédicos, a primeira voltada para a área da saúde estética, permitindo que profissionais especializados pudessem exercer a profissão amparados legalmente.

Por que a Biomedicina está ligada à Estética?

O primeiro ponto a se observar para responder a essa pergunta é a ampla gama de conhecimento dos biomédicos estetas, que estudam desde elementos de origem animal, humana e até mesmo vegetal.

Com essa bagagem de conhecimento, esses profissionais conseguem atuar muito bem no mercado de saúde estética, pois tem total entendimento da composição dos elementos utilizados e sua dinâmica de interação e efeitos sobre o corpo humano.

Já segundo a Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética (SBBME), os biomédicos são os profissionais mais capacitados para realizarem procedimentos de natureza estética.

Outra explicação é que esses profissionais realizam diversos períodos de estágio durante a graduação e especialização, o que permite que eles aprendam sobre diversas áreas de atuação, inclusive atuando em clínicas de estética avançada.

https://6e68f890-7374-42d1-bb03-1bea1ffaaf2f.usrfiles.com/html/2b2e4b_d767b483cae16e027c4ea8ac7906fbf4.html

Quais procedimentos estéticos o biomédico pode fazer

Os profissionais formados na área de biomedicina estética, após especialização, estão aptos a realizar diversos procedimentos estéticos e invasivos não cirúrgicos, como:

  • Aplicação de toxina;
  • Carboxiterapia;
  • Classificação da pele;
  • Cosmetologia;
  • Eletroterapia;
  • Laser fracionado;
  • Laserterapia;
  • Intradermoterapia;
  • Luz intensa pulsada e LED;
  • Microagulhamento;
  • Peelings químicos e mecânicos;
  • Preenchimento da derme;
  • Procedimentos intradermatológicos;
  • Radiofrequência estética;
  • Ultrassom focalizado.

Conselho Federal de Biomedicina e a regulamentação das áreas

O Conselho Federal de Biomedicina foi criado em 3 de setembro de 1979, por meio da Lei nº 6.684, estabelecendo também os conselhos regionais e a autarquia federal vinculada ao Ministério do Trabalho.

Atualmente, o Conselho Federal de Biomedicina é responsável por regulamentar e fiscalizar as atividades e obrigações apenas dos Biomédicos e profissionais do campo da estética profissional, assim como regulamentar suas áreas de atuação.

Nesse âmbito, a atuação dos profissionais da Biomedicina Estética é regulamentada pelo Conselho Federal de Biomedicina (CFBM), através da Resolução N° 241, de 29 de maio de 2014. Já no âmbito acadêmico, o curso de Biomedicina surgiu através do Parecer nº 107/70.

Qual a formação do biomédico esteticista

Sendo a biomedicina estética uma especialização da biomedicina, o profissional que deseja atuar nessa área deve possuir graduação em biomedicina e em seguida, realizar uma pós-graduação em biomedicina estética.

Possuindo essas formações e cumprindo as exigências do Conselho Federal de Biomedicina, o profissional está apto para atuar como biomédico esteticista.

Qual a diferença entre biomedicina e biomedicina estética?

O profissional formado em biomedicina, pode atuar na área de pesquisas da área da saúde, identificação e classificação de micro-organismos que causam patologias nos humanos, biossegurança, análises clínicas, toxicologia, entre outras.

Nesse sentido, considerando as inúmeras possibilidades de atuação, esse profissional pode se especializar para atuar na área da estética e realizar procedimentos estéticos que visam promover o bem-estar estético e físico dos pacientes.

Possibilidades de empreendedorismo na área de biomedicina estética

O campo da biomedicina estética está em constante crescimento, o que faz desta, uma área repleta de possibilidades de atuação. Abaixo, vou apresentar alguns dos campos da biomedicina estética em que é possível empreender:

Auditoria

O campo da auditoria consiste em procedimentos para a avaliação de documentações e processos, sendo estes baseados na legislação e normas vigentes, garantindo o adequado serviço de saúde, sendo o trabalho do auditor biomédico de grande relevância.

Mesmo ainda sendo uma novidade no mercado, a procura por profissionais nessa área tem crescido cada vez mais, o auditor biomédico pode atuar em laboratórios, clínicas, hospitais, tanto do setor privado quanto público.

O profissional que optar pela área de auditoria, está apto a empreender abrindo o seu próprio negócio, lembrando da importância da especialização e o reconhecimento da sua habilitação junto ao Conselho Regional de Biomedicina.

Harmonização estética

No mercado da biomedicina estética a harmonização facial é o procedimento queridinho do momento. Essa técnica consiste em um conjunto de procedimentos que melhoram o equilíbrio dos traços faciais do paciente.

A alta demanda de clientes buscando esses procedimentos estéticos, fez desse segmento um terreno fértil que garante aos profissionais uma agenda sempre cheia e bons lucros.

Análise clínica laboratorial

Outra oportunidade que está se tornando cada vez mais ampla, é a área de análise clínica laboratorial. Com o avanço tecnológico que possibilita maior agilidade e também maior eficiência nos processos, esse setor tem crescido cada vez mais.

O biomédico que optar pela área de análises clínicas e toxicológicas, vai atuar realizando a interpretação e o diagnóstico de exames laboratoriais, também sendo responsável por firmar laudos, executar o processamento de sangue e suas sorologias, entre outros.

A carreira é ampla, podendo o profissional com devida experiência, assumir diversos cargos, e como o Brasil conta com um grande número de laboratórios as oportunidades são diversas nesse mercado cheio de possibilidades.

Clínica estética geral

A cada dia que passa, notamos o aumento no número de pessoas que buscam procedimentos estéticos e o crescimento acelerado desta área. Com isso, as oportunidades de agenda cheia e lucratividade são imensas para os biomédicos.

Além disso, com esse crescimento o custo de aquisição de equipamentos se tornou mais acessível para o profissional, fazendo da estética uma área repleta de oportunidades para quem deseja empreender.

Criação de novos dermocosméticos

O desenvolvimento de dermocosméticos é um excelente campo de atuação na biomedicina estética para os profissionais que desejam empreender, se tratando de um mercado competitivo e em expansão.

Esse mercado é voltado para o desenvolvimento de cosméticos, passando por diversas etapas para oferecer o melhor para os pacientes, sendo essa atribuição de grande importância.

Vale a pena ter um negócio na área de estética?

A procura por procedimentos estéticos está cada vez mais em alta, tendo uma grande procura, seja pelo público feminino, onde as mulheres são as maiores consumidoras, ou pelo grande crescimento na procura por parte do público masculino nos últimos anos.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), o Brasil é o 4º (quarto) país no ranking mundial em consumo de produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos (HPPC).

Ainda de acordo com a pesquisa, o mercado da estética cresceu 567% no Brasil durante os últimos cinco anos, passando de 72 mil para mais de 480 mil profissionais.

Outros pontos positivos que podemos destacar para o profissional que deseja investir nesse setor são o público amplo, mercado em expansão, plano de carreira, ingresso rápido no mercado de trabalho, possibilidade de criar e se reinventar e as franquias.

Os benefícios dessa área são amplos, e a jornada com certeza é promissora, mas para alcançar todos esses benefícios o profissional deve saber como implementar os serviços de biomedicina na sua clínica.

Leia também: Franquia de Estética: vale à pena investir neste modelo de negócio?

Como implementar serviços de biomedicina estética na minha clínica

O profissional que deseja implementar serviços de biomedicina estética na sua clínica, deve primeiramente entender se o seu público demanda esse tipo de especialidade.

Feito esse levantamento, é preciso buscar profissionais com a especialização necessária, além de estar atento a inúmeros outros critérios, como alvará de autorização sanitária, Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde, entre outras documentações.

A Clinicorp possui um software para clínicas de estética extremamente prático para o profissional da biomedicina estética. Clique no link e visite nossa página oficial.

Conclusão

Com esse artigo, podemos ver o quanto é promissor o mundo da biomedicina estética, esse campo de atuação que não para de crescer e está repleto de possibilidades e novidades para os profissionais que atuam ou desejam iniciar nesta área.

Também é notável que abrir uma clínica de estética e se destacar nesse mercado requer bastante conhecimento e planejamento. Pensando nisso a Clinicorp preparou um material exclusivo para você que deseja abrir uma clínica de estética.

Conheça o passo a passo, siga nossas dicas e obtenha sucesso empreendendo nessa área promissora, lendo o artigo: Como abrir uma clínica de estética: confira o passo a passo completo.

Solicite o contato de um especialista da Clinicorp

Homem de social trabalhando em seu computador.

Você também vai gostar desses conteúdos

Receba conteúdos relevantes toda semana no seu e-mail​

Ei, não vai embora ainda!

Que tal tirar suas dúvidas com um especialista Clinicorp?