Biossegurança na Odontologia: porque ela é tão importante?

Atualizado: 17 de nov. de 2021

Os cuidados com a biossegurança na odontologia são um assunto de extrema importância para garantir a saúde dos profissionais e seus pacientes. Ela abrange um conjunto de procedimentos a serem executados dentro do consultório para evitar contaminações e disseminação de doenças.


dentista mulher utilizando equipamentos de proteção individual
Biossegurança na Odontologia: porque ela é tão importante?

Basicamente, todos os ambientes de trabalho oferecem riscos aos profissionais. Um destes riscos, os biológicos, além de serem nocivos à saúde, podem afetar o meio-ambiente, e um dos meios de prevenção é a biossegurança.


E quando se trata da manutenção da cultura de segurança em ambientes, principalmente, hospitalares, laboratoriais e farmacêuticos, a biossegurança é um fator de prevenção fundamental para a segurança dos profissionais, entre outros que circulam e permanecem neste ambiente, como auxiliares e pacientes.


O Observatório de Segurança e Saúde do Trabalho (SmartLab), mostra que as atividades de atendimento hospitalar e de atenção ambulatorial executadas por médicos e odontólogos, integram o ranking das 10 atividades que mais registram acidentes de trabalho por agente biológico no Brasil, entre os anos de 2015 a 2018.


Portanto, são diversas as medidas de segurança que devem ser tomadas para garantir a integridade dos profissionais, e para isso é necessário a implementação de processos, boas práticas e a fiscalização dos responsáveis por preservar a biossegurança nestes ambientes.


Como esse é também, um dos temas de maior importância para garantir o bom funcionamento de qualquer consultório odontológico, trouxemos esse artigo para explicar o que é biossegurança na odontologia.


Leia também: Saiba como fazer uma anamnese de forma correta em 7 passos



O que é biossegurança na odontologia?


A biossegurança é definida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), como uma condição de segurança alcançada pela adoção de um conjunto de atividades que visam prevenir, controlar, reduzir ou eliminar riscos inerentes às atividades que possam comprometer a saúde e o meio ambiente.


Na odontologia, a biossegurança consiste em um conjunto de normas e medidas empregadas para prevenir e evitar acidentes de trabalho envolvendo agentes biológicos, atuando diretamente na contenção e eliminação desse risco.


Podemos considerar os riscos biológicos como os microorganismos tais como, bactérias, fungos, protozoários, vírus, parasitas, entre outros. Esses agentes biológicos ao invadirem o organismo humano, seja por via cutânea, digestiva e/ou respiratória, podem causar patologias como, por exemplo, tuberculose, AIDS, hepatites, tétano, micoses, entre outras.


As medidas de biossegurança na odontologia abrangem uma gama de atividades envolvendo a prevenção aos agentes biológicos, indo do uso adequado de EPI’s ao transporte e descarte correto dos resíduos odontológicos, tendo sempre como objetivo evitar a contaminação de pessoas e do meio ambiente.



Entenda a importância da biossegurança em consultórios odontológicos


Um consultório odontológico é um dos locais com maior potencial de contaminação por agentes biológicos. Logo, a implementação de protocolos de cuidado com a biossegurança na odontologia são extremamente importantes.


menina sentada no consultório do dentista
Entenda a importância da biossegurança em consultórios odontológicos.

Durante a realização de qualquer procedimento odontológico, tanto os profissionais quanto seus pacientes, estão expostos a diversos agentes de contaminação, muitos deles presentes em secreções respiratórias, sangue e saliva dos pacientes.


Sem protocolos de biossegurança bem definidos, esses agentes biológicos podem ser