top of page

Técnico em saúde bucal: porque esse profissional tem papel essencial na excelência do atendimento odontológico

Entenda como o técnico em saúde bucal é uma peça fundamental para um atendimento odontológico de excelência. Você vai descobrir o papel crucial desse profissional, desde a recepção acolhedora até o suporte técnico ao dentista.


Um Técnico em Saúde Bucal em destaque
Como o Técnico em Saúde Bucal pode ser um pilar importante na sua clínica?

Para oferecer uma experiência odontológica super positiva para os pacientes, os dentistas precisam de conhecimento, bons equipamentos, uma boa estrutura clínica e a presença de um Técnico em Saúde Bucal.


Imagine uma clínica sem esse profissional. Os pacientes chegariam sem a devida assistência preparatória, os instrumentos não estariam organizados, e a segurança biossanitária seria comprometida. Além disso, pequenos procedimentos, como aplicação de flúor ou remoção de suturas, ficariam sem suporte adequado.


Agora, pense nos dentistas. Eles teriam sobrecarga, seriam impossibilitados de delegar tarefas, focar no diagnóstico e tratamento. A ausência do Técnico em Saúde Bucal impactaria diretamente a qualidade do atendimento, prejudicando a experiência do paciente.


Se você está em dúvida sobre contratar este profissional, nesse artigo vamos esclarecer tudo sobre o Técnico em Saúde Bucal. Vamos explorar suas atividades, diferenças em relação ao Auxiliar em Saúde Bucal, e como ele contribui para um atendimento de excelência.


Neste Blog você verá:


Boa leitura!



O que é um Técnico em Saúde Bucal (TSB)?


O Técnico em Saúde Bucal é um profissional fundamental para a saúde bucal da população e para o bom funcionamento dos consultórios odontológicos. Esse profissional possui conhecimentos e habilidades em anatomia e fisiologia bucal, patologia bucal, odontologia preventiva e social, radiologia odontológica, biossegurança e primeiros socorros.


Os TSBs atuam em diversos locais, como consultórios odontológicos, clínicas odontológicas, centros de saúde, hospitais e programas de saúde bucal. A profissão de Técnico em Saúde Bucal é regulamentada pela Lei 11.889/2008, que define as atribuições e responsabilidades do profissional.


Quais são as atividades desenvolvidas por um TSB?


As atividades de um TSB envolvem muito mais do que apenas tarefas de auxiliar ou assistente. Suas funções são abrangentes e essenciais para o bom funcionamento de um consultório ou clínica odontológica.


Veja abaixo as principais funções do Técnico em Saúde Bucal: 


  • Realizar profilaxia (limpeza) e aplicação de flúor

  • Realizar raspagem e alguns tipos de restaurações

  • Auxiliar o dentista em diversos procedimentos

  • Preparar o paciente para o atendimento odontológico

  • Esterilizar materiais e equipamentos odontológicos

  • Promover a saúde bucal através de ações educativas

Benefícios de ter um TSB:


  • Atendimento odontológico mais completo e eficiente

  • Maior segurança e conforto para o paciente

  • Ambiente de trabalho mais organizado e produtivo

  • Promoção da saúde bucal da população

TSB e ASB: qual a diferença?


O Técnico em Saúde Bucal e o Auxiliar em Saúde Bucal são profissionais que atuam em consultórios odontológicos, porém com funções e formações distintas. A formação do TSB é por meio de curso técnico de nível médio com duração de 2 anos e do ASB é pelo curso de qualificação profissional com duração de 1 ano.


As atribuições do Técnico em Saúde Bucal são procedimentos mais complexos como os mencionados no tópico anterior.


Já as atribuições do Auxiliar em Saúde Bucal são procedimentos mais simples como:


  • Preparar o consultório para o atendimento

  • Receber e orientar os pacientes

  • Separar e higienizar os materiais odontológicos

  • Auxiliar o cirurgião-dentista durante os procedimentos

  • Esterilizar os instrumentos odontológicos


Em resumo, o Técnico em Saúde Bucal possui uma formação mais completa e pode realizar procedimentos mais complexos. Já o Auxiliar em Saúde Bucal tem uma formação mais básica e auxilia o TSB e o cirurgião-dentista. Ambos os profissionais são importantes para o bom funcionamento do consultório odontológico.


Como o técnico em saúde bucal contribui para um atendimento odontológico de excelência 


O Técnico em Saúde Bucal é um profissional fundamental para o sucesso de um consultório odontológico. Sua atuação abrange diversas áreas, desde o atendimento ao paciente até a gestão do consultório, e contribui significativamente para a excelência do serviço prestado. Veja agora algumas das principais contribuições do TSB:


Recepção e acolhimento dos pacientes: é responsável por receber os pacientes com cordialidade e profissionalismo, proporcionando um ambiente acolhedor e diminuindo o estresse e a ansiedade que podem surgir durante a consulta.


Comunicação eficaz: comunica de forma clara e objetiva com os pacientes, esclarecendo dúvidas, orientando sobre os procedimentos e promovendo a educação em saúde bucal.


Empatia e respeito: demonstra empatia e respeito pelas necessidades e sentimentos de cada paciente, criando um ambiente de confiança e segurança.


Preparo do consultório: prepara o consultório para os procedimentos, organizando materiais e instrumentos, garantindo a higiene e a biossegurança do ambiente.


Auxílio ao cirurgião-dentista: auxilia o cirurgião-dentista durante os procedimentos, realizando tarefas como aspiração, aplicação de anestesia tópica, retração de gengiva e outros procedimentos, otimizando o tempo da consulta e aumentando a produtividade do profissional.


Gestão de agenda e estoque: suporte na gestão da agenda do consultório, agendando consultas e controlando o estoque de materiais odontológicos.


Biossegurança: implementação e cumprimento das normas de biossegurança no consultório, garantindo a segurança dos pacientes e profissionais.


Esterilização de materiais: realiza a esterilização de materiais odontológicos, seguindo rigorosos protocolos para garantir a segurança e a qualidade dos procedimentos.


Atualização profissional: mantém-se atualizado sobre as melhores práticas em saúde bucal, participando de cursos e eventos de atualização profissional.


Educação em saúde bucal: orienta os pacientes sobre a importância da higiene bucal e dos cuidados com a saúde dos dentes e gengivas, promovendo a prevenção de doenças bucais.


Prevenção e diagnóstico precoce: realiza exames preventivos e identificar sinais de doenças bucais em seu estágio inicial, possibilitando um tratamento mais eficaz.


Acompanhamento dos pacientes: acompanha os pacientes durante o tratamento odontológico, orientando sobre os cuidados em casa e monitorando a evolução do quadro clínico.



O que um TSB não pode fazer?


O Técnico em Saúde Bucal pode contribuir de muitas formas em uma clínica odontológica, mas sua atuação possui algumas limitações. Confira abaixo o que um TSB não pode fazer:


Exercer a profissão de forma autônoma: o profissional sempre precisa estar sob a supervisão de um cirurgião-dentista para realizar qualquer procedimento em pacientes. É vedado ao TSB realizar diagnósticos, prescrever medicamentos ou realizar cirurgias.


Realizar procedimentos invasivos: apenas o cirurgião-dentista pode realizar procedimentos invasivos na cavidade bucal, como restaurações, extrações e cirurgias. O Técnico em Saúde Bucal pode auxiliar em tais procedimentos, mas não pode executá-los de forma independente. 


Diagnosticar ou prescrever tratamentos: o Técnico em Saúde Bucal não tem autoridade para diagnosticar doenças bucais ou prescrever tratamentos. Essas responsabilidades são exclusivas do cirurgião-dentista. 


Prescrever medicamentos: o profissional não tem autoridade para prescrever medicamentos, incluindo analgésicos ou antibióticos. Essa responsabilidade também é exclusiva do cirurgião-dentista. 


Atender pacientes sem a devida qualificação: o TSB deve ter formação técnica em saúde bucal e estar registrado no Conselho Regional de Odontologia (CRO) para atuar profissionalmente. É vedado ao TSB atender pacientes sem a devida qualificação e registro profissional.


 Atuar além do escopo legal: o Técnico em Saúde Bucal deve aderir estritamente às funções definidas pela legislação que regulamenta a profissão. Qualquer atividade fora desse escopo pode ser considerada ilegal e antiética.


Realizar radiografias sem orientação: embora o profissional possa tirar radiografias odontológicas, ele deve fazê-lo apenas sob a orientação do cirurgião-dentista. A interpretação das imagens e o diagnóstico são de responsabilidade do dentista. 


Atuar fora do ambiente odontológico: ele deve limitar suas atividades ao ambiente odontológico, como clínicas e consultórios. Ele não deve exercer funções em outras áreas da saúde.



Curso para técnico de saúde bucal: considerações


Para se tornar um Técnico em Saúde Bucal, é necessário concluir um curso técnico. A formação dura em média 2 anos (1.200 horas) e é oferecida por instituições de ensino técnico em todo o país.


Abaixo as competências adquiridas após o curso:


  • Conhecimentos básicos de anatomia, fisiologia e patologia bucal.

  • Habilidades para realizar procedimentos como profilaxia (limpeza), aplicação de flúor, raspagem e radiografias.

  • Noções de biossegurança e controle de infecção.

  • Capacidade de comunicação e relacionamento interpessoal.

Para se manter atualizado e aprimorar suas habilidades, o TSB pode participar de:


  • Cursos de atualização em diferentes áreas da odontologia.

  • Programas de educação continuada oferecidos por instituições de ensino e sociedades de especialidade.

  • Palestras, workshops e congressos odontológicos.

O Técnico em Saúde Bucal pode trabalhar em diferentes ambientes, como:


  • Consultórios odontológicos: auxiliar o cirurgião-dentista em diversos procedimentos, realizar profilaxia, aplicar flúor e radiografias.

  • Clínicas especializadas: auxiliar em procedimentos específicos, como periodontia, ortodontia e endodontia.

  • Hospitais: integrar a equipe de saúde bucal em atendimento a pacientes internados.

  • Instituições de saúde pública: realizar ações de promoção e prevenção da saúde bucal em comunidades.

As funções do TSB variam de acordo com o ambiente de trabalho, mas podem incluir:


  • Preparo do consultório e dos materiais odontológicos

  • Auxílio ao cirurgião-dentista durante os procedimentos

  • Realização de profilaxia, aplicação de flúor e radiografias

  • Esterilização de materiais odontológicos

  • Educação em saúde bucal para pacientes

  • Gestão de estoque de materiais odontológicos

A demanda por Técnicos em Saúde Bucal no mercado de trabalho é alta, pois são profissionais essenciais para o bom funcionamento do consultório odontológico.


Em resumo, a carreira de TSB é uma ótima opção para quem busca uma profissão na área da saúde com boas perspectivas de futuro. A formação é rápida e oferece diversas oportunidades de trabalho em diferentes ambientes.



Conclusão


Ao longo deste blog, vimos o que é necessário para uma pessoa se formar como Técnico em Saúde Bucal e a importância desse profissional em uma clínica ou consultório odontológico. 


Entendemos quais são as atividades que podem ser exercidas por ele e as funções que não são permitidas. Também vimos a diferença entre o Técnico em Saúde Bucal e o Auxiliar em Saúde Bucal e como o TSB contribui para um atendimento odontológico de excelência. 


Você pode contar com o auxílio desse profissional em diversos locais, como consultórios odontológicos, clínicas odontológicas, centros de saúde, hospitais e programas de saúde bucal. Lembre-se, o Técnico em Saúde Bucal pode contribuir de muitas formas, mas sua atuação possui algumas limitações.


Agora, se você quer a ajuda de um software para aumentar ainda mais a satisfação dos seus pacientes, facilitar a execução das tarefas e transformar a gestão da sua clínica ou consultório odontológico, preencha o formulário e adquira o software de gestão líder de mercado:



47 visualizações

Comments


bottom of page