top of page

Odontopediatria: como se preparar para atender o público infantil

Atualizado: 23 de ago. de 2023

A odontopediatria é a área da odontologia que cuida da saúde bucal das crianças, desde o momento do nascimento até a adolescência. Além disso, os odontopediatras são responsáveis também pela higiene bucal dos bebês e das gestantes.

menina sentada na cadeira do consultório da odontopediatra
Odontopediatria: como se preparar para atender o público infantil.

A odontopediatria é um ramo da odontologia de extrema importância, visto que qualquer tipo de experiência negativa em um consultório odontológico durante a infância, pode traumatizar uma pessoa para o resto da vida, fazendo com que ela desenvolva um medo incontrolável de sentar na cadeira do dentista.


Dito isso, um atendimento de qualidade, o que pode incluir bom humor e simpatia, podem colaborar para que a criança seja cuidadosa e atenta a sua higiene bucal pelo resto da vida.


Neste blog você verá:


O que é a odontopediatria?


A odontopediatria é o ramo da medicina dentária que se dedica à saúde oral de bebês, crianças e adolescentes, e tem como objetivo principal a realização de tratamentos preventivos, mas também curativos, para que a criança passe pelo período da adolescência e atinja a idade adulta com uma boca saudável, estética e funcional.


A odontopediatria se torna importante pelo acompanhamento da formação dentária a partir dos primeiros anos de vida da criança. Além de possuir uma relação muito próxima com a ortodontia, que cuida do alinhamento dos dentes do paciente.


É importante que o odontopediatra ensine os cuidados necessários com o dente da criança, apontando o que é mito e o que é verdade para os pais. Assim, um odontopediatra atua também na prevenção de problemas que podem surgir a partir da falta de cuidados nesses primeiros anos de vida.


Essa carreira demanda um alto comprometimento do profissional, dado o nível das responsabilidades atribuídas a ele.



Quem pode atuar na odontopediatria?


O dentista que quer orientar, prevenir e tratar problemas de saúde bucal em crianças pode se especializar em odontopediatria.


Esse profissional, além dos conhecimentos básicos de odontologia, precisa estar consciente que terá que lidar com o público infantil, o que muitas vezes vai incluir bebês. Por isso, algumas características se mostram essenciais para essa especialidade.

odontopediatra atendendo menina em seu consultório odontológico
Quem pode atuar na odontopediatria?

Ser paciente é extremamente importante. O profissional deve usar da paciência para realizar um tratamento de forma tranquila, segura e confortável para os pais e a criança. O odontopediatra precisa usar da arte de ensino para educar os pais e a criança em como cuidar da saúde bucal quando estiverem em casa.


Como esse é um ramo que também está em evolução, o profissional precisa estar se atualizando frequentemente, aprendendo novas técnicas, em especial aquelas que viabilizem um “tratamento rápido” e deixe a criança mais confortável.


Adotar uma postura firme, porém afetuosa é essencial para que o atendimento possa fluir de forma tranquila, instrutiva e agradável.


É importante ter afinidade com a área


Para fazer essa especialização o profissional precisa ter afinidade com a área. Se a pessoa não possui nenhum tipo de habilidades com crianças talvez deva se especializar em uma outra área.


Começar na odontopediatria para somente depois desenvolver amor ao lidar com crianças, no geral, pode comprometer seus atendimentos e, consequentemente, seus rendimentos e seu sucesso profissional.


É importante estar atento ao mercado de trabalho


É importante entender a demanda por essa especialidade na sua região, visto que a odontopediatria é, de fato, uma especialização complexa.


Analisar a remuneração básica, média e o teto salarial, além da carga horária comum na sua região podem fornecer dados importantes para o profissional decidir se vale a pena começar a especialização.


Quais procedimentos um odontopediatra faz?


Os profissionais da odontopediatria são responsáveis pelos seguintes procedimentos odontológicos:


  • Limpeza e aplicação de flúor;

  • Tratamento e prevenção de cáries;

  • Fraturas e traumas nos dentes ocasionadas por acidentes como quedas;

  • Problemas de oclusão e disposição dos dentes.

  • Tratamento e prevenção de doenças na gengiva (periodontia);

  • Higiene bucal de modo geral.

Além disso, a odontopediatria está relacionada com diversas outras áreas da saúde da criança, sendo especialidades médicas ou não, como:

  • Ortodontia;

  • Ortopedia;

  • Pediatria;

  • Otorrinolaringologia;

  • Fonoaudiologia;

  • Psicologia;

  • Nutrição.


Odontopediatria: a importância da saúde bucal infantil

menino tendo seus dentes verificados pelo odontopediatra no consultório odontológico
Entenda a importância da saúde bucal infantil.

A odontopediatria é importante por diversos fatores, como já mencionado. Mas ela se mostra uma área essencial quando consideramos que muitos pais e mães possuem muitas dúvidas sobre os cuidados com a saúde bucal do seu filho pequeno ou que está para nascer.


Logo, quando monitorados por um odontopediatra, esses momentos iniciais da vida de uma criança podem se tornar bem mais fáceis, não só para as crianças, mas também para os pais.


É justamente nesse sentido que o dentista entra como educador. Ter paciência e ensinar os pais a lidar com o desenvolvimento dos dentes dos filhos minimizando ao máximo qualquer dúvida que tenham, vai contribuir para que a criança cresça saudável e com bons hábitos de higiene bucal.


Como oferecer um bom atendimento em odontopediatria: confira 5 dicas


Uma das maiores dúvidas na hora de atender as crianças numa consulta de odontopediatria é como, de fato, se relacionar com elas. Da mesma forma como é feito com adultos, o atendimento precisa ser uma experiência agradável.

odontopediatra instruindo seu paciente menino no consultório odontológico
Como oferecer um bom atendimento em odontopediatria?

Se você também tem dúvidas nesse sentido, aqui vão algumas dicas que podem te ajudar a saber como atender esse público em diferentes aspectos:

1. Prepare a sala de espera


É muito importante que a sala de espera seja um ambiente agradável e pronto para receber as crianças, assim como os pais e responsáveis de lá. Esse vai ser o primeiro ambiente que a criança verá, assim dar uma atenção devida a essa sala pode fazer toda a diferença na experiência do atendimento.


Algumas ideias são: brinquedos, folhas e lápis de colorir para as crianças fazerem desenhos, livros interativos, talvez uma televisão com desenhos animados, além de móveis especiais e uma decoração infantil.


Tudo isso pode ser uma fonte de distração e entretenimento para a criança, que muitas vezes pode estar tensa pela consulta.


2. Amenize o medo da criança


Muitas crianças desenvolvem aquele famoso medo do dentista. Por isso a importância de fornecer uma experiência agradável para ela, principalmente nos primeiros anos de vida.


Fora o nervosismo, muitas coisas podem gerar medo em um consultório: o ambiente, os equipamentos, as atividades, entre outros. Por isso, saber lidar com a ansiedade da criança e dos pais é essencial para tornar o atendimento mais tranquilo. Seguem algumas dicas:

  • Sorrir sempre que possível, mostrar bom humor e positividade;

  • Buscar contato visual com a criança, se possível ficando no mesmo nível que ela;

  • Se a criança tiver algum brinquedo, fale sobre ele;

  • Tente conversar antes da consulta, não apresse as coisas;

  • Fale de forma simples e talvez engraçada o que você pretende fazer durante o atendimento;

  • Ter versões dos equipamentos em brinquedo para a criança se acostumar ao ambiente.

São pequenos detalhes, mas que podem contribuir para uma experiência confortável da criança e dos pais, e evitar uma série de traumas futuros.


3. Use palavras de incentivo durante a consulta


Alguns procedimentos odontológicos são, de fato, dolorosos, isso acaba assustando ou deixando a criança desconfortável durante o atendimento. Dessa forma, é importante sempre incentivar a criança a não desistir e ser forte, e parabenizá-la por cada etapa do procedimento concluída.


4. Motive o paciente ao final da consulta


Ao final da consulta, pode ser benéfico presentear a criança com algum mimo.


Pode ser um brinquedo, um kit de higiene bucal, adesivos, entre outras coisas. O objetivo é que esse presente seja uma recompensa pela criança ter se comportado durante o atendimento e uma motivação para que ela volte quando precisar.


5. Converse com os pais ou responsáveis


Por último, mas não menos importante, converse com os pais ou responsáveis. São eles que vão dizer o motivo da consulta, além de dizer o histórico da criança, se ela já passou por algum outro profissional ou se já fez algum outro procedimento.


Muitas vezes simular que está examinando os pais pode dar uma injeção de coragem nas crianças menores. Essa é uma técnica muito utilizada na odontopediatria e costuma dar bons resultados.


Por isso, é extremamente importante que os pais façam parte da experiência do atendimento e transmitam o máximo de conforto à criança.


Saiba como preparar sua clínica odontopediátrica para receber crianças


Existem alguns fatores que são importantes considerar antes de receber as crianças no seu consultório. Muitos profissionais acabam dando pouca importância para alguns detalhes, mas eles podem fazer toda a diferença na hora do atendimento.


Vamos considerar alguns pontos.


Invista em mobiliário criativo


Ao lidar com crianças é muito importante deixar sua criatividade falar mais alto. Pense que todo o ambiente do consultório será criado para proporcionar um momento tranquilo e talvez até divertido para a criança que vai se consultar.


Por isso, ter um espaço kids pode ser uma ideia bem divertida. Um espaço bem organizado com livros, jogos, carrinhos, bonecas e brinquedos que simulam equipamentos do consultório podem ser uma fonte de distração e diversão para as crianças.


Coloque a segurança em primeiro lugar


Quando falamos de móveis, é importante ter cuidado com os acabamentos para evitar acidentes. Conferir se as cadeiras e mobília possuem pontas que poderiam machucar, que sejam de fácil limpeza, evite colocar coisas em alturas que podem cair e machucar a criança, entre outros detalhes.


Dessa forma, o ambiente vai seguir limpo, livre de qualquer tipo de contaminação e sem risco de algum acidente mais grave.


Utilize cores e brinquedos na decoração


Decorar as paredes com cores divertidas com certeza é uma opção interessante. Ambientes lúdicos chamam a atenção e servem de inspiração para a imaginação dos pequenos.


Ao escolher as cores é importante você considerar que estejam em harmonia com a sua marca, além de considerar que algumas cores podem transmitir tranquilidade, outras agitação e irritação.


Por isso, escolher as cores é um passo tão importante, pois pode influenciar diretamente nos atendimentos e na satisfação dos pais e pacientes.


Saiba como atrair mais pacientes para odontopediatria


Devido à baixa taxa de crianças de até 2 anos de idade que vão ao dentista, muitos odontopediatras buscam estratégias para atrair os pequenos até eles.


Todas as dicas que analisamos até agora servem como método para atrair mais pacientes para sua clínica, mas um fator que pode contribuir fortemente para a atração de pacientes é a tecnologia.


Vamos analisar alguns recursos tecnológicos extremamente eficientes que têm contribuído fortemente para atrair clientes em diversos segmentos, principalmente na odontologia de forma geral.


Marketing Digital


Investir no marketing digital é essencial para qualquer profissional hoje em dia. Para a odontopediatria não é diferente.


O marketing digital consiste em executar estratégias através da internet para aumentar a comunicação com seu público-alvo e promover seus serviços. Por meio dessa prática, também é possível criar uma imagem com maior autoridade e credibilidade, cativando a confiança dos seus pacientes.


Seja de maneira orgânica e gratuita, através das redes sociais, ou por anúncios pagos, investir na sua presença digital vai te aproximar ainda mais do seu público, principalmente ao considerar que a atual geração de crianças e adolescentes são nativos digitais e buscam todo tipo de referências online.


Software de Gestão


Oferecer um serviço sempre é um ato de responsabilidade. Quando falamos de odontologia e saúde a responsabilidade aumenta. Mas quando falamos de odontopediatria devemos estar cientes que temos uma responsabilidade ainda maior em nossas mãos por estarmos lidando com a saúde de crianças.


Minimizar erros e estar bem organizado financeiramente contribui para que seu foco possa estar realmente na qualidade dos procedimentos que oferece.


Um software odontológico pode auxiliar o odontopediatra desde o agendamento da consulta, até o procedimento e na facilidade na hora de discutir orçamento e pagamento.


Trabalhar com um sistema de gestão eficiente gera credibilidade para sua clínica, melhora a satisfação do seu paciente e aumenta o seu faturamento.



Conclusão


A odontopediatria é uma área muito especial e ampla. Diferente das outras áreas da odontologia, ela tem uma tendência muito maior a oferecer um atendimento mais humanizado e construir verdadeiramente uma relação com os pacientes.


Por se tratar de uma especialização que atua com crianças e jovens, o profissional deve possuir boa capacidade de conversar, dialogar, entender e até motivar seus pacientes.


Portanto, essa é uma especialidade tão importante que tem o poder de transformar a visão sobre odontologia que seus pacientes vão ter quando forem adultos, e dessa forma, influenciar diretamente na saúde bucal e na vida deles.


E se você gostou de saber mais sobre a odontopediatria, não deixe de ler este artigo exclusivo sobre: Clínica Odontológica: o guia completo para montar a sua e ter sucesso.

Sobre o autor

biografia do autor

3.708 visualizações

2 Comments


Guest
Aug 06, 2023

Clínica Odontopediátrica Dra Angela Cunha

https://api.whatsapp.com/message/ICQ3UUDYKLAIN1?autoload=1&app_absent=0


Like

Guest
Aug 06, 2023

https://www.instagram.com/draangelaodontopediatra/


Like