top of page

Documentação Ortodôntica: o que é e como realizá-la

Atualizado: 19 de mai. de 2023

A documentação ortodôntica é um conjunto de registros de imagens, exames de raio-X e modelagem 3D que permitem ao ortodontista fazer uma análise detalhada da arcada dentária e formação óssea dos pacientes.

ortodontista apresentando o diagnóstico ao paciente
Entenda o que é documentação ortodôntica.

Assim como um médico necessita de exames específicos para diagnosticar e tratar seus pacientes, o ortodontista também dispõe de uma importante ferramenta para escolher o tratamento ideal e acompanhar seu progresso: a documentação ortodôntica do paciente.


Os registros que compõem essa documentação são fundamentais para identificar a raiz de problemas dentários e definir o plano de tratamento certo.


Ela é geralmente composta por alguns exames de radiografia e modelagem em alginato ou impressão tridimensional, os quais são extremamente importantes de maneiras diferentes para o sucesso do tratamento.


Para conhecer todos os detalhes da documentação ortodôntica, como ela é feita e a importância desses registros, não deixe de ler este artigo.


Neste blog você verá:


O que é Documentação Ortodôntica?


A documentação ortodôntica é um conjunto de exames, procedimentos e imagens, necessários para que o ortodontista consiga diagnosticar e planejar o tratamento mais adequado para cada um de seus pacientes.


Esses registros são muito úteis ainda, no desenrolar do tratamento ortodôntico, auxiliando a avaliar a evolução do paciente, principalmente no tradicional antes e depois.


Devido às diferentes necessidades de cada paciente e objetivos do tratamento, essa documentação ortodôntica pode ser dividida em alguns tipos diferentes, como:

  • Documentação Básica

  • Documentação Básica - incluindo radiografia da mão e punho

  • Documentação Básica - sem modelos

  • Documentação Completa

  • Documentação para Cirurgia Ortognática

  • Documentação Final

  • Documentação Digital - radiografia digital.

A seguir, vamos entender para que a documentação ortodôntica serve e quando ela deve ser utilizada.


Documentação Ortodôntica: para que serve?


Para que o ortodontista entenda as condições de saúde bucal dos pacientes e defina o melhor plano de tratamento, ele precisa de registros que apresentem detalhadamente todas essas informações. Esses registros são a documentação ortodôntica do paciente.


É, por exemplo, através da documentação que ele conseguirá identificar possíveis cáries, fratura nos dentes, infecções, perda óssea, entre outros problemas.


Somente após identificar esses problemas, ele terá condições de determinar os procedimentos necessários para preparação e instalação de um aparelho ortodôntico ou extração de um dente, por exemplo.


Leia também nosso post sobre Alinhadores Transparentes e fique por dentro das principais marcas do mercado!


Quando a documentação ortodôntica é necessária?


Quando um paciente decide realizar um tratamento ortodôntico, o profissional precisa realizar um diagnóstico detalhado da condição de saúde bucal. Esse diagnóstico é realizado com auxílio da documentação ortodôntica.


Os registros ortodônticos são usados também para acompanhar o progresso do tratamento ao longo do tempo, além de comporem parte do prontuário de atendimento, servindo de proteção legal para pacientes e profissionais.


Outros problemas que são melhor visualizados com o auxílio da documentação ortodôntica, são:


Má Oclusão


A má oclusão dos dentes é uma condição em que a arcada superior não encaixa perfeitamente com a arcada inferior. Isso gera desgaste acelerado dos dentes, na gengiva, nos ossos, músculos, articulações e ligamentos.


Entender a causa desse problema através de uma simples avaliação é algo muito difícil para o ortodontista. Afinal, a má oclusão pode ocorrer pelo simples posicionamento errado dos dentes ou por causas mais complexas, como o incorreto crescimento dos maxilares.


Por isso, em muitos dos casos, é somente através da documentação ortodôntica que o profissional entenderá o que está provocando a má oclusão.


Apinhamento Dentário


O apinhamento dentário ocorre quando não há espaço para que todos os dentes se desenvolvam, o que faz com que um dente fique sobre o outro.


Essa má organização dos dentes, além de prejudicar a estética facial, facilita o acúmulo de placa bacteriana, tártaro, gengivite e periodontite, já que atrapalha a limpeza dos dentes, podendo prejudicar até a fala do paciente.


Como os fatores que podem causar o apinhamento são diversos, a documentação ortodôntica é essencial para que a raiz do problema seja identificada.


Diastema


Outro problema possível de ser detectado através da documentação ortodôntica, é relacionado ao diastema. Esse é um termo que se refere às falhas ou espaços entre os dentes, tratados através do uso de aparelhos ortodônticos.



Quais os benefícios em fazer a documentação ortodôntica?


Como vimos, a documentação ortodôntica é um importante recurso do pré-tratamento, seja para que o ortodontista determine os padrões de crescimento facial, confirme um diagnóstico ou desenvolva um plano de tratamento.


Além disso, esses registros podem ser realizados mais de uma vez ao longo do tratamento ortodôntico, em seções subsequentes que servem para comparação e análise da evolução do caso.


Abaixo, listei as 5 razões pelas quais a documentação é indispensável em um tratamento ortodôntico.


Permite um diagnóstico exato


A documentação ortodôntica é normalmente realizada quando o ortodontista precisa avaliar a condição inicial dos dentes, boca e mandíbula do paciente, antes de planejar o tratamento ortodôntico.


Esses registros incluem o histórico odontológico, exames extraorais e intraorais, fotografias de rosto e boca, assim como radiografias. Estas informações são muito importantes para determinar o diagnóstico exato e a melhor opção de tratamento para cada caso.


Auxilia a definir um plano de tratamento eficiente


O sucesso do tratamento ortodôntico está diretamente relacionado à elaboração de um diagnóstico correto, o que ressalta a importância de ter registros detalhados e precisos para planejar corretamente as intervenções necessárias.


Ajuda a determinar os padrões de crescimento facial


Um benefício da documentação ortodôntica, muitas vezes esquecido, é a facilidade que ela oferece para rastrear padrões de crescimento facial ao longo de períodos de tempo.


Isso é importante porque se algo nos dentes, na boca ou mandíbula do paciente mudar, o ortodontista pode determinar até mesmo pequenas alterações e definir se algo precisa ser feito para tratar o que mudou.


Permite acompanhar o histórico do paciente


Ser capaz de examinar o histórico e os registros odontológicos de um paciente é extremamente benéfico para o ortodontista, pois ele pode ver se alguma coisa muda ao longo do tempo e acompanhar essas alterações.


Isso permite que quaisquer mudanças significativas sejam detectadas pelo profissional o mais rápido possível, antes que danos mais significativos sejam causados, e isso pode fazer uma enorme diferença em como a mudança afeta o paciente.


Um exemplo são os dentes do siso nos seus estágios iniciais, eles podem ser detectados e tratados antes que ocorra uma dor extrema ou uma infecção.


Facilita para medir o progresso do tratamento


Conseguir acompanhar o progresso do tratamento é extremamente importante para que o ortodontista consiga fazer o planejamento de tratamentos futuros. Se for determinado que um tratamento anterior não surtiu efeito, por exemplo, o profissional pode ver isso e decidir o que fazer a partir daí.


Nesse sentido, esse é um dos principais benefícios proporcionados pela documentação ortodôntica, pois ela permite ao profissional ter certeza de que o paciente está recebendo o tratamento de que precisa e está tendo o progresso esperado.


Como é feita a documentação ortodôntica?


A documentação ortodôntica é composta por diferentes registros, sendo que os procedimentos iniciais, seja para verificar a arcada dentária ou a condição óssea da boca, são a realização de radiografias externas e internas da boca, radiografia panorâmica e telerradiografia.


Além dessas, são feitas uma radiografia periapical, na qual são analisados os dentes de forma mais detalhada, uma análise cefalométrica, que permite examinar as medidas ósseas do paciente e os modelos em gesso ou escaneamento 3D, que reproduzem fielmente a arcada dentária do paciente.



Quanto tempo demora a documentação ortodôntica?


Como vimos anteriormente, existem vários tipos de documentação ortodôntica, e seu uso depende da necessidade e objetivo do tratamento. Se você não lembra, seguem alguns dos principais exemplos:

  • Documentação Básica

  • Documentação Básica - incluindo radiografia da mão e punho

  • Documentação Básica - sem modelos

  • Documentação Completa

  • Documentação para Cirurgia Ortognática

  • Documentação Final

  • Documentação Digital - radiografia digital.

Logo, assim como o modelo utilizado varia de acordo com a necessidade, o tempo de entrega da documentação ortodôntica também muda de acordo com cada caso. Entretanto, o processo normal dura em média 7 dias, pois o radiologista responsável precisa analisar as radiografias e fazer os laudos finais.


Documentação Ortodôntica: entenda o papel da clínica


O Código de Ética Odontológica determina que todo profissional crie um prontuário clínico para o paciente, contendo datas e informações atualizadas sobre qualquer procedimento realizado durante o tratamento.


Além disso, é considerada infração ética o não registro das informações referente ao atendimento, assim como negar o acesso a elas, quando o paciente solicitar cópia sempre que precisar.


Por esses motivos, é obrigação da clínica realizar o armazenamento da documentação ortodôntica durante todo o tratamento. Nesse sentido, existe uma recomendação para o fim dele: o ideal é que a documentação fique com o paciente.


No entanto, como se trata de uma relação comercial, e a documentação protege ambas as partes, é importante que o profissional faça cópias. Sobre o armazenamento, existem soluções digitais para armazenamento que garantem segurança para esses dados.



Documentação ortodôntica: Quais os procedimentos estão inclusos?


Em uma breve analogia, a documentação ortodôntica está para o ortodontista, assim como os exames laboratoriais ou de raios-X estão para o médico. Eles servem como um grande aliado no diagnóstico e planejamento do tratamento.


Dessa forma, para que o profissional execute seu trabalho com excelência, a documentação ortodôntica deve incluir:


Impressões Dentárias


As impressões dentárias são usadas para obter uma réplica tridimensional precisa da boca do paciente. Os modelos da boca são feitos despejando alginato no material de impressão ou através de impressoras 3D, no caso do escaneamento digital.


Esses modelos de estudo são usados ​​para examinar a posição atual dos dentes e prever a futura relação entre a arcada superior e inferior. Os modelos de estudo também são usados ​​como um registro permanente, mantido em arquivo como parte dos registros do paciente.


Raio-X Panorâmico


Um raio-X panorâmico, gera uma imagem bidimensional e exibe os maxilares e os dentes superiores e inferiores no mesmo pedaço de filme. Uma radiografia panorâmica é útil principalmente para adolescentes, porque o ortodontista pode observar os dentes em desenvolvimento e prever onde eles irão erupcionar.


Raio-X Cefalométrico

O raio-X cefalométrico é um raio-X que captura o perfil lateral de uma pessoa do topo da cabeça até logo abaixo da ponta do queixo. Ele inclui os dentes, ossos e os tecidos moles, ajudando o profissional a prever como a estrutura óssea mudará durante o tratamento ortodôntico.


Filmes cefalométricos são usados ​principalmente na ortodontia, mas também podem auxiliar ​​no diagnóstico de condições médicas, como apneia do sono.


Fotos Intraorais e Extraorais


As fotos dentárias intraorais (dentro da boca) e extraorais (fora da boca), são registros fotográficos dos dentes e do rosto do paciente.


Essas fotos são usadas para determinar a classificação externa atual do perfil de um paciente, bem como um registro permanente para manter em arquivo como parte de seus registros odontológicos.


Plano de saúde e documentação ortodôntica: veja como funciona


Algo importante sobre os planos odontológicos é que nem todos eles cobrem a realização de procedimentos ortodônticos. Por isso, o ortodontista deve orientar os pacientes quanto a esses detalhes, para que eles não sejam pegos de surpresa com cobranças adicionais.


É importante explicar ainda, que a documentação ortodôntica é composta por exames que, quando realizados de forma particular, costumam ter alto custo. Por isso, antes de iniciar o tratamento, ele deve verificar se os principais exames e serviços estão inclusos.


Quais os riscos em não realizar a documentação ortodôntica corretamente?


Como mencionei anteriormente, a documentação ortodôntica é essencial para que o ortodontista realize um diagnóstico e plano de tratamento eficiente. Logo, a não realização desses procedimentos limita a capacidade dele em chegar a uma solução ideal.


Além disso, a falta desses registros pode ocasionar problemas, como a incerteza sobre a situação óssea, um diagnóstico precário, assim como maior dificuldade para planejar o prazo e os detalhes do tratamento ortodôntico.


Outro detalhe, é que qualquer procedimento com o objetivo de tornar o sorriso do paciente mais harmônico, mexe com as estruturas da face. Então, o profissional é obrigado a pedir a documentação ortodôntica, priorizando a segurança e a saúde de seus pacientes.


Conclusão


A documentação ortodôntica é, sem dúvidas, um dos principais componentes do prontuário de um paciente e do diagnóstico e plano de tratamento.


Devido a sua tamanha importância, ela jamais deve ser negligenciada, pois garante a eficiência do tratamento, assim como resguarda os direitos tanto do profissional quanto dos pacientes em caso de ações judiciais. Entretanto, para ser útil, ela deve ser armazenada com organização e segurança.


Se você é ortodontista, não deixe de conhecer o software odontológico da Clinicorp. Uma solução de gestão que permite o armazenamento de toda a documentação dos seus pacientes em uma única plataforma, integrado ao prontuário e suporte a arquivos STL.


Gostou de saber mais sobre a documentação ortodôntica, leia também nosso artigo sobre: Tratamento Ortodôntico: conhecendo os principais métodos e benefícios.


741 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page